Image31

Casa ITT
Premio Saint Gobain 2020 – 7ª Edição
Granja Viana – SP
Status: Em construção

Granja Viana . SP

Premio Saint Gobain 2020 7ª Edição

Casa ITT . Sustentabilidade . Arquitetura, Arte e Amor

Iniciamos a apresentação deste projeto enfatizando que a construção sustentável de alto padrão, neste caso, acessa de forma positiva os operários construtores do edifico que fazem parte da base da pirâmide social. O projeto da Casa ITT propõe o conceito mais profundo da sustentabilidade e ascende o seu entendimento chegando a estimular o desenvolvimento da consciência da necessidade de evoluir com novos sistemas construtivos, mais eficientes, através do input da formação e educação em todos que nela atuaram.

Este edifício menos impactante converteu-se em um importante agente multiplicador desta consciência em toda a cadeia produtiva. Gerou um ganho real de conhecimento e consequentemente de mudança de comportamento em favor da reconstrução de um planeta asfixiado pela necessidade humana de consumir seus recursos naturais de forma desordenada.

Trouxemos para o projeto, soluções de tecnologia não como fim, mas como meio, em forma de ferramenta, para alcançar o maior grau de sustentabilidade oferecido com um menor impacto ambiental sem sobre custo. Foco também na construção saudável aumentando o bem estar das pessoas que constroem e habitam o edifício. Seu design nasce do clima local. Aplica estratégias passivas para atingir conforto lumínico, qualidade acústica e térmica. Zero toxicidade e materiais de alta performance, qualidade do ar interno e sistemas de hidráulica e elétrica que minimizam os impactos na saúde de seus habitantes e no bioma local. Seu paisagismo nativo tem como meta restaurar a biodiversidade do lugar.

A palavra amor tange este projeto como um discurso prático que se move por diversas frentes desta construção, alicerçando-se como uma linguagem do âmbito social. O amor tornou-se então, um elo de conexão que motivou mudanças mais profundas na busca do saber, promovendo conscientemente a sensação de pertencimento pelo planeta em que vivemos. Aprender, crescer, entender, ensinar e expandir são ações que se conectaram ao universo deste fazer sustentável que acabou por transformar o ser, que por sua vez transforma o meio imediato chegando a refletir através de si mesmo a forma e a reorganização da maneira de lidar com o mundo. É através do estímulo da emoção do amor que será possível projetar a metamorfose do nosso micro meio alcançando o macro, da esfera azul. Com efeito expansivo da regeneração, este edifício integrou diversas doações de saberes multidisciplinares em incontáveis níveis que provocaram e ofereceram um novo repertório para a equipe que reunida foi capaz de reconhecer que é o amor que modifica o mundo.

Quem ama busca harmonizar a relação com o todo através do sentimento e da emoção e a esta expressão chamamos de arte, a maior representação da vida humana no planeta.

Determinando as direções da síntese das artes e do pensamento criativo humano envolvidos no nascimento da variedade de todas as formas de compreensão criativa da realidade, incluímos fatores artísticos na interação entre arquitetura e outras formas de arte: cor e linha, plástica e volume escultural. Introduzimos nesta arquitetura, obras de arte do artista plástico Alexandre Mavignier que observa e reinterpreta os movimentos da natureza.

Inspirado pelas formigas cortadeiras avistadas no terreno, desenvolveu um design exclusivo para o elemento escultural da fachada, quadros feitos sob medida nas paredes e piscina pintada com tinta mineral, que chamamos de “deep art”. Um mergulho profundo na arte deste tempo através do edifico.

A Série cortadeiras segue para a Bienal de Veneza.

Por Patricia O’Reilly

Fotos: Marcelo Auge


Leave a Reply


Projetos

 

Image31
0-CAPA---Foto-Luciano-Spinelli
Image0
CAPA-IMAGEM-EM-DESTAQUE_FACHADA-PRINCIPAL
capa
CAPA
CASAdARTTERRASDESAOJOSEII
CASATERRAFAZENDADONACAROLINA
VISTA-GERAL-NOITE
unspecified
IMG5CAPA
MARZAG_O